quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Concurso de beleza para historiadores

Concurso de beleza para historiadores

O historiador, assim como todo acadêmico, conhecido como leitor fervoroso de livros que ninguém mais lê, acumulador de canetas marca-texto, post-it, e pilhas de textos, é deixado à margem da sociedade quando o tema é vaidade. Por isso, nós do QH temos a honra de fazer um concurso atemporal, anacrônico e antiestético de beleza para historiadores e simpatizantes.
Categoria cabelos:

Edward Thompson: historiador inglês que cultiva uma cabeleira irretocável. Ele afirma que os cabelos não ficam na frente dos olhos quando se debruça em seu trabalho.

Michel Vovelle: historiador francês (que o Prof. Dr. Pitombas tem restrições à sua obra), possui uma vasta cabeleira aonde não é calvo. Isso não é um paradoxo, mas duas realidades existentes que devem ser analisadas como um conjunto.

Categoria óculos:

Paul Veyne: historiador francês, foi retratado aqui pelo fotógrafo François Picasso, usa óculos que mantém seus olhos assimétricos e difíceis de encarar durante uma aula sentado na primeira fileira.

Marc Bloch: historiador francês, mártir da Resistência, usava óculos estilo Santos Dumond, nada estranho se não fosse a confluência estética. Os olhos, a boca, o nariz e os óculos parecem correr para o centro do rosto deixando uma vasta área até as orelhas.

Categoria conjunto da obra:

Michel Focault: o simpatizante, pois não é propriamente historiador, apesar de tão falado nesta área. Quem nunca olhou para ele sem pensar em alguma piadinha. Qualquer coisa comentada será piada batida.

Eric Hobsbawn: historiador inglês, o hors-concours da beleza misteriosa. Ele é prova de que qualquer pessoa independentemente da beleza, pode colocar uma foto sua na orelha do livro, alias, até mesmo na capa.

Votem e compartilhem suas opiniões. Alguém em alguma sugestão de historiador para este concurso?


Fonte:
http://quadrinhosdehistoria.com/2012/01/16/concurso-de-beleza-para-historiadores/

Nenhum comentário:

Postar um comentário