sábado, 28 de agosto de 2010

História quantitativa do Brasil - site do IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apresenta um vasto conjunto de arquivos em Excel com informações estatísticas sobre a realidade brasileira. Tais informações foram extraídas dos 64 volumes do Anuário Estatístico do Brasil, publicados entre 1916 e 2000, e da publicação Estatísticas Históricas do Brasil: séries econômicas, demográficas e sociais de 1550 a 1988, cujas séries foram complementadas com informações de outras fontes oficiais de dados. Esta nova edição, ora disponibilizada neste site inclui, além dos arquivos Excel, arquivos PDF de cópias fac-similares das tabelas dos anuários estatísticos referentes às estatísticas demográficas, sociais, políticas e culturais, publicadas apenas em papel até 1994; desde 1995, as tabelas em formato Excel, bem como o Anuário Estatístico em sua integralidade, vêm sendo publicadas também em meio digital. Esses dois conjuntos de arquivos, em formato Excel e em formato PDF, até 1994, são o espelho um do outro: são idênticos os índices, a ordem cronológica e os títulos das tabelas. Contêm, ainda, um idêntico sistema de busca por temas. As informações estatísticas estão organizadas em duas partes: uma, com as estatísticas demográficas, sociais, políticas e culturais; e outra, com as estatísticas econômicas, distribuídas em 326 séries históricas.

http://www.ibge.gov.br/seculoxx/default.shtm#

E o site do Brasil 500 anos de povoamento:

http://www.ibge.gov.br/brasil500/index2.html



Um comentário:

  1. Muito bom saber disso. Eu mesmo, ainda que fazendo pesquisas em outro campo, o da Sociologia, sempre sinto necessidade de recorrer a historicização do que estudo e agora estou tendo que trabalhar com dados quantitativos. Revela pistas legais mesmo. Mas o que queria mesmo aqui era parabenizar pelo novo visual do blog. Achei "supercalifragilisticexpialidoso! Que significa magnífico, legal, bacana, chocante." (Death de N. Gayman em Sandman #8, intitulado O Som de Suas Asas)

    ResponderExcluir